CF/ 2004 continua na Igreja do Carmo

Por Frei Gilvander Moreira

----------A Campanha da Fraternidade 2004 que teve como tema Água, fonte de vida continua na Comunidade do Carmo, em Belo Horizonte. Logo no início de 2004 um grande grupo foi formado para planejar e coordenar a CF 2004 na Igreja do Carmo. Decidimos priorizar duas frentes de ações concretas:
----------1ª) Campanha para arrecadação de fundos para ajudar na construção de cisternas para captação de água da chuva. Abrimos uma conta bancária e há mais de um ano estamos animando a comunidade a depositar dinheiro para fortalecer o projeto de convivência com o semi-árido. São 20 milhões de brasileiros, irmãos e irmãs nossas, que sobrevivem no semi-árido. Já enviamos algumas remessas de dinheiro para o fim acima e a campanha continua ativa. Um pedreiro alagoano descobriu o milagre que multiplica as águas do semi-árido nordestino: a cisterna que capta água pluvial. Inicialmente ele fez a cisterna (melhor dizendo, uma reservatório de água que cai no telhado) quadrado. Depois descobriu que devia ser circular para que a água pudesse se movimentar. Assim ela não morre. Depois descobriu que devia cobrir o reservatório para evitar a evaporação. Assim estava criado um instrumento simples, fruto da sabedoria popular, que está viabilizando a multiplicação das águas já para milhares de famílias pobres. Cerca de 150 mil cisternas já foram construídas. Assim o povo mostra concretamente a alternativa ao projeto faraônico e absurdo que é a transposição do Rio São Francisco.
----------2ª) Luta pela preservação dos Mananciais de Abastecimento Público da região de Capão Xavier Vivo. A MBR – Minerações Brasileiras Reunidas S/A - há um ano está explotando minério de ferro de alto teor na Mina Capão Xavier, em Nova Lima, na região de quatro mananciais de abastecimento público – Fechos, Mutuca, Catarina e Barreiro. Estes mananciais são responsáveis pelo abastecimento de 9% da população de Belo Horizonte (7% da região metropolitana – cerca de 320.000 pessoas). O projeto da Mina Capão Xavier visa explotar 173 milhões de toneladas de minério de ferro – 6,5 bilhões de reais -, em 22 anos. No primeiro ano já foram explotados cerca de 5 milhões de toneladas. Um dos piores legados que a mineradora MBR quer nos deixar é um lago, apresentado como a grande solução ambiental para o futuro. O “estudo de avaliação ambiental do futuro lago” decreta o sepultamento definitivo do projeto que visa minerar Capão Xavier, pois nele estão evidentes os riscos ambientais a que estará exposta a população de nossa cidade. Hoje ali nascem águas de classe especial, naturalmente protegidas por um ecossistema que abriga espécies vegetais e animais. As águas do futuro lago são dadas como de classe 2, e não poderia ser diferente pois elas nem existem. Some-se a previsão do aparecimento de gás sulfídrico no lago, de odor repugnante. Além do gás sulfídrico, poderá haver o surgimento de algas azuis, as chamadas cianofíceas, cujo metabolismo transforma nutrientes em gazes e formações altamente tóxicas como o próprio cianureto letal.
----------Fenômeno ainda mais grave que ocorrerá de forma natural ao longo do tempo no lago é a eutrofização - água com super-alimentação de nutrientes. Será responsável pela formação no ambiente lacustre de cheiro e odor repugnantes, tornando o lago impróprio até mesmo para o banho. As águas de ambientes eutrofizados apresentam graves problemas para o seu tratamento. O fato de não existir, em águas temperadas, lagos com tal profundidade torna esta proposta uma arriscada aventura.
----------A mina de Capão Xavier situa-se, parcialmente, dentro da Área de Proteção Especial – APE - da Mutuca (20% da cava está dentro do terreno da APE) e da Área de Proteção Ambiental – APA - da Região Sul de Belo Horizonte. Essas duas áreas têm como objetivo principal a preservação dos Recursos Hídricos. Da nossa luta nasceu o MOVIMENTO CAPÃO XAVIER VIVO que continua firme na luta pela preservação dos mananciais de Capão Xavier. Atualmente estamos acompanhando de perto os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre as atividades da MBR em Minas Gerais. Quem quiser mais informações e detalhes pode consultar nosso sítio na internet: www.capaoxaviervivo.org















 
 Desenvolvido por Genea Soluções em Informática